sexta-feira, março 28, 2008

Manifesto Anti-anónimos

Quem asquerosos e rastejantes seres se atrevem a profanar lugar sagrado, quem nojentas ratazanas, mais baixo que isso ainda porque ratazanas ainda existem e anónimos nem isso têm, ousam ousar usar da palavra se assim se pode chamar aquilo que parcamente essas ditas coisas vomitam nas linhas malditas e cheias de veneno que escrevem em tão glorioso e belo lugar...
Tenham vergonha de se mostrar com essas figuras ediondas que chamam de rosto, de usarem um nome porque nome até um cão tem! E isso voçes não são... são abaixo disso... cheiram a mal e cheiram mal, cheiram a trampa, não se lavam, não se tratam, só falam mal e orgulham-se disso... Calem-se por favor, façam esse favor a nós a vós a eles a todos... e todos são muitos, têm força, mais força que todos aqueles que querem continuar no escuro, sem sombra, sem voz, sem nada, a cheirar mal a podre, a mofo a trampa... eu vos excomungo daqui...
Enviar um comentário